Cape Town, cidade dos sonhos

Cape Town, cidade dos sonhos

4 de setembro de 2007 0 Por Mauricio Oliveira

A imponente Table Mountain: megabeleza natural que simboliza a cidade. Mesclando natureza, entretenimento e diversidade, a capital legislativa da África do Sul é a meca GLS do continente

Por muito tempo, a África do Sul esteve presente diariamente nos noticiários com cenas de violência e racismo. Hoje, o país respira aliviado, pois a vida passou a ser mais justa. Capital da província sul-africana de Western Cape, Cape Town, na tradução a Cidade do Cabo, também sofreu com o apartheid, política de segregação racial, até 1994, mas passou por uma total reviravolta. Foi a primeira no mundo a garantir, em constituição, o direito à livre orientação sexual. Desde então, Cape Town passou a receber ainda mais turistas homo e se tornou a mais importante bandeira gay-friendly na África do Sul.

DICAS ESPECIAIS
+ Pesquise e reserve um hotel aqui com até 80% OFF
+ Alugue um carro e pague em até 12x sem IOF
+ Reserve seus passeios e compre ingressos de atrações
+ Tenha internet com um Chip 4G internacional em suas viagens
+ E não se esqueça do seu Seguro Viagem!


Além da ferveção, Cape Town é um destino de belos recantos naturais, ótimas praias e boa infra-estrutura para compras e entretenimento. A associação chamada Pink Route, por exemplo, reúne hotéis, bares, restaurantes e casas noturnas e não deixa nada a dever a outros famosos destinos GLS do mundo. Entre as montanhas e o mar, encontra-se uma cidade encantadora e aconchegante, com influência cultural herdada da Holanda e da Inglaterra e temperada pelo clima africano.

Primeiro passeio – Comece a descobrir a cidade por Victoria & Alfred Waterfront, um porto completamente revitalizado, que hoje abriga charmosos restaurantes à beira mar. O píer lembra a atmosfera de Puerto Madero, em Buenos Aires, onde galpões reúnem restaurantes e bares charmosos às margens do rio. Victoria & Alfred, contudo, oferece mais opções de lazer.

Depois de circular pelas galerias e se deparar com peças das grifes mais badaladas do mundo – a preços melhores que os do Brasil – aproveite e tome um drinque, curtindo o pôr-do-sol em algum dos bares do deck. Mas sempre peça guarda-sol! Além de proteger os olhos, eles evitam os detritos dos muitos pássaros que sobrevoam a área.

O roteiro das praias – Agora é a vez de desbravar Cape Town por seu belo litoral. Pegue a Victoria Road e siga, passando por Sea Point, na direção de Camps Bay, com clima de balneário de luxo. Pouco antes de Camps Bay, na pequena baía de Clifton, fica a 3rd Beach, a praia mais gay da Cidade do Cabo. E, logo à frente, fica a Sandy Beach, específica para nudistas. Essa praia é também ponto de partida de muitos passeios de barco, como os que levam até Robben Island, a ilha onde fica o presídio que encarcerou Nelson Mandela por mais de duas décadas, hoje desativado.

Essa excursão – bacana para quem curte a história dos lugares que visita – é guiada pelos próprios ex-detentos. Chegamos a Camps Bay. Ali, vêem-se gente bonita, corpos sarados e bronzeados e “carrões” passeando pela orla, no melhor estilo Beverly Hills. Os bares e restaurantes da área são ótimos, mas o Café Caprice é garantia de garotos bonitos e de diversão. Até o fechamento desta matéria, o bar passava por uma reforma. Se ainda estiver em obras, vá ao Ignite – outra boa opção.

História e tubarões – Um lindo passeio é ir ao Cabo da Boa Esperança. É emocionante! Era conhecido como Cabo das Tormentas, que assombrou os portugueses da era das Grandes Descobertas. Leva-se um pouco mais de tempo, mas o caminho vale a pena. Do trajeto de cerca de 60 km da Chapman’s Road até a montanha de Cape Point – de onde se vê o Cabo – tem-se uma linda vista: belas casas de veraneio, mirantes excelentes para se fazer um piquenique e as praias mais lindas da África do Sul.

Mas para quem gosta mesmo de aventuras marítimas, há o passeio até Hermanus, para observar baleias. Elas migram para lá em maio e só vão embora em novembro. Já Boulders Beach é conhecida como a praia dos pingüins e, Gansbaai, por sua vez, é o lugar onde até mergulhar ao lado de tubarões brancos é possível!

Olhando de cima – Um dos maiores símbolos de Cape Town é a Table Mountain, nome muito apropriado para a montanha em formato de mesa, com mais de 300 metros de altura. Subir ao topo dela depende, necessariamente, das condições do tempo. Se o céu está nublado, fica impossível. Para se chegar ao alto da montanha, pode-se escolher entre ir a pé pela trilha ou pegar um bondinho.

Do mirante, tem-se uma vista inesquecível de toda a cidade. Outros montes e colinas, como Signal Hill e Twelve Apostles, oferecem atividades ao ar livre. É o caso da Lion’s Head, que fica entre Sea Point e a baía de Clifton, e é procurada por praticantes de paraglide, vôo em um aeroplano com asas semelhantes a um pára-quedas. Se você não pratica, experimente ir ao La Med, restaurante que fica no Glen Country Club, com vista para o campo de pouso e que, de quebra, oferece pizzas incríveis.

Superbalada! – Em 22 de dezembro deste ano, um sábado, acontece a 14ª edição da festa à fantasia MCQP – sigla para Mother City Queer Projects, algo como Projetos Gays da Cidade-Mãe. O evento é a principal festa gay de Cape Town e a data da festa não foi escolhida por acaso: é o dia do solstício de verão, o dia mais longo da estação.

O tema deste ano ainda é uma surpresa dos organizadores, mas o que eles fazem questão de deixar claro é que a versão 2007 vai se estender um pouco mais. O Festival MCQP será aberto com um jantar beneficente e seguirá por uma semana com uma série de eventos, até o encerramento com a grande Festa à Fantasia.  Conheça o site do festival:http://www.mcqp.co.za/

Hora da ferveção – A noite chega e o circuito gay de Cape Town está de prontidão. O antigo Red Light District, zona do baixo meretrício, hoje é o De Waterkant Village, uma alegre, animada e colorida Boystown que concentra restaurantes, bares, lojinhas e até uma lavanderia GLS.O Café Manhattan atrai a ala gay mais conservadora e tem uma filial em Sea Point.

O Bronx Action Bar é o mais tradicional do país e tem como atração seus lindos bartenders. E entre o De Waterkant e o Green Point, no Junction Café, acontece a Lush, animadíssima festa de meninas.A área do De Waterkant fica pertíssimo de outro pedaço da cidade, o Green Point, que, por ter o mesmo grau de agito, chega a ser difícil distinguir em qual dos dois você está. Em Green Point, dê início à noite no bar Cubana, que bomba de terça a sábado, até por volta da meia-noite. Depois estique na Cruz, a boate mais fervida de Cape Town.

No dia seguinte, você ainda pode experimentar o Glasshouse, um salão de beleza para meninos, e, se gostar de saunas, vá à Hothouse. Para as meninas, o lugar é o Beulah Bar & Lounge, que abre também de terça a sábado.Enfim, Cape Town é um símbolo onde a diversidade e a natureza predominam. Um paraíso raro em nossos tempos.

As principais dicas para conhecer Cape Town

Informações úteis

• Possui cerca de 3,2 milhões de habitantes.

• Está entre as seis cidades mais bonitas do planeta, segundo o Guiness Book.

• A língua local é o africâner, dialeto africano, mas fala-se muito o inglês. O português chega a ser falado pela imigração vinda de Angola, Cabo Verde e Moçambique.

• De dezembro a março, a temperatura fica entre 15ºC e 35ºC. No inverno, entre 0ºC e 20ºC. Se tiver coragem para um mergulho, prepare-se: para os brasileiros, a temperatura das águas é insuportável de tão gelada.

• O visto é tirado na hora da imigração e tem validade por três meses. É necessário tomar a vacina da febre amarela.

• A moeda é o rand. Na média, um real vale 3 rands.

Outras atrações

A Rota do vinho, com várias opções de visitação, é uma das mais procuradas, ao lado da Rota Jardim, que passa pelos distritos produtores de flores. E, embora seja no outro extremo do país, na província de Northern Cape, os safáris no Kruger Park são o sonho de quase todo mundo que vai à Cape Town.

Além dos animais mais comuns, como girafas, zebras, antílopes e babuínos, os chamados “big five” – grupo dos cinco maiores mamíferos da savana: leões, leopardos, elefantes, rinocerontes e búfalos, podem estar na sua frente. Nas redondezas do Kruger, reservas particulares com resorts luxuosíssimos são a maneira mais glamourosa de se conhecer a África. Assim, você pode bancar o Tarzan sem deixar de ser fino.

Essa dica foi útil para você? Por favor, então deixe um comentário e compartilhe também nas suas redes sociais. Este blog é feito com muita dedicação e seu apoio/participação realmente nos ajudará a mantê-lo no ar.



TOP 6 DICAS PARA ECONOMIZAR NAS SUAS VIAGENS PELO MUNDO

  • SEGURO VIAGEM - Não faça a besteira de viajar sem um Seguro de Viagem. Na Europa é obrigatório! Faça uma cotação online para ver o quanto é barato viajar tranquilo. Pague no cartão de crédito em até 12x ou com desconto no boleto bancário. Use nosso cupom: VIAGENS5 para um desconto extra de 5%.

  • HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com que garante os melhores preços de hospedagem em qualquer lugar no mundo! Você reserva antecipado, pode cancelar e alterar quando quiser. Faça a sua reserva através do nosso link.

  • CHIP DE CELULAR - Já saia do Brasil com seu Chip Internacional 4G funcionando. Tenha conexão em mais de 140 países para usar o Whatsapp, redes sociais e GPS. Já usamos o chip da EasySIM4u em diversos países e aprovamos.

  • GANHE 179 REAIS! - O Airbnb é a melhor maneira de alugar casas e apartamentos em locais únicos, com preços para todos os bolsos. Ganhe R$179 de desconto na sua primeira reserva. Aproveite!

  • CARRO ALUGADO - Faça aqui sua cotação online entre as melhores locadoras no Brasil e no mundo. A RentCars é nossa parceira e oferece os melhores preços, em reais e sem IOF, com total segurança.

  • NOSSAS EXPEDIÇÕES - Participe das viagens que estamos organizando com nossos leitores! São roteiros exclusivos com o melhor dos destinos e hospedagens selecionadas. Junte-se aos nossos grupos VIPs e vamos viajar juntos.

LEIA TAMBÉM

Ofertas de hospedagens no Brasil com super descontos!


Booking.com